«Vogais e consoantes politicamente incorrectas» [novo livro de Pedro Correia]

DDpoinc

«Vogais e Consoantes Politicamente Incorrectas do Acordo Ortográfico» é o novo livro da colecção «Politicamente Incorrectos», da Guerra & Paz. O autor é o jornalista Pedro Correia.

«A entrada em vigor do Acordo Ortográfico é um crime de lesa-cultura. O jornalista Pedro Correia foi ao fundo dos motivos, da congeminação e execução desse crime.

Em 160 páginas acutilantes, «Vogais e Consoantes Politicamente Incorrectas do Acordo Ortográfico» mostra que o processo de construção do Acordo Ortográfico é uma estrada pejada de cadáveres: triunfou uma atrabiliária vontade política, ignoraram-se os alertas da comunidade científica, desprezou-se o mínimo consenso social.

Neste livro, Pedro Correia, numa prosa clara e directa, investiga e expõe, de forma rigorosa, todo o processo político de fabricação do Acordo e mostra-nos os seus clamorosos erros técnicos. “O Acordo – diz Pedro Correia – é tecnicamente insustentável, juridicamente inválido, politicamente inepto e materialmente impraticável”»

[Transcrição integral de notícia do “Diário Digital” de 08.05.13. A imagem da capa é da mesma notícia. “Links” inseridos por nós.]

Este livro está já à venda.

Print Friendly, PDF & Email
Share

Link permanente para este artigo: https://ilcao.com/2013/05/09/vogais-e-consoantes-politicamente-incorrectas-novo-livro-de-pedro-correia/

5 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Este livro é adequado para entregar ao Grupo de Trabalho – Acompanhamento da Aplicação do Acordo Ortográfico constituído por deputados da Assembleia da República. Até digo mais, é imprescindível que este livro chegue a este grupo de trabalho. Já o enviaram para eles? Também acho que o autor/editor deveriam oferecer exemplares a este grupo, seria uma forma de expressar uma forma do livro ter uma visibilidade e consciencializar o seu público alvo.
    Por último dou os parabéns ao autor e à editora pelo trabalho feito. A língua portuguesa agradece.

    • Maria Oliveira on 10 Maio, 2013 at 10:50
    • Responder

    Um livro a comprar, definitivamente. Sempre que algum(a) imbecil me perguntar porque contesto “o que já está em vigor”, reenvio-o(a) para alguma das explicações do livro. Trago-o comigo por uns tempo, ponho-lhe uns marcadores de livro “just in case”, para cada estupidez que me soprem do lado e… avanti! Já não há pachorra para tanta carneirada em volta… O que eu já ganhei de cabelos brancos com tudo isto… A estupidez é uma verdadeira instituição neste país cretino.

  2. Comprei e li há meses, achei-o bastante informativo e é o tipo de acção que me dá esperança que este maldito acordo ainda possa ser derrotado.

    Depois de o ler fiquei foi ainda mais interessado na evolução da vertente brasileira; gostaria de compreender melhor como é que ela mudou ao longo dos anos. Alguém tem uma sugestão onde encontrar um livro sobre isso?

    • E. Melo-Moreira on 19 Julho, 2013 at 8:32
    • Responder

    Um país bizarro este, o nosso Portugal, desde as suas mais essenciais origens, sempre se rebelando contra a ordem e autoridade, na sua forma mais expressiva, no entanto irrelevante…

    O que é um mero acordo ortográfico ao lado do analfabetismo funcional, de que ambas as nações, signatárias do mesmo, e desde tempos imemoriais, são flagelos? … Senão grandes flagelos sócio-culturais e políticos! E à base daqueles flagelos e da arrogância que deles emana, nasce a razão de todo o nosso subdesenvolvimento… A ausência de cidadania!

    • Jorge Teixeira on 20 Julho, 2013 at 18:59
    • Responder

    @E. Melo-Moreira: O AO90 é pernicioso precisamente porque, ao desestruturar a grafia com critérios absurdos e ilógicos, promove a iliteracia. Com o AO90 perdem-se instrumentos de combate à iliteracia.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.