Onde assinar a ILC: loja “Tentação de Alfazema”, Porto


Com autorização expressa da proprietária do estabelecimento, que nos enviou por email o cartão da casa e as fotografias.

A partir de agora também ali poderá subscrever a ILC pela revogação da entrada em vigor do “acordo ortográfico”.

Mais um estabelecimento no mapa dos locais de recolha de assinaturas!

Se possui um estabelecimento e pretende apoiar a iniciativa, basta fazer download do cartaz e do impresso de subscrição para que os seus clientes possam subscrever a ILC. Depois remeta-nos um cartão-de-visita da casa para que ela apareça também no mapa.

Print Friendly, PDF & Email
Share

Link permanente para este artigo: https://ilcao.com/2012/03/19/onde-assinar-a-ilc-tentacao-de-alfazema-porto/

4 comentários

4 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Manuela on 19 Março, 2012 at 14:35

    O nome do estabelecimento é um convite:Tentação d’Alfazema‎.Lindo.:)

    • Constança on 22 Março, 2012 at 0:42

    Não estou de acordo com o acordo ortográfico. Por ex: o cágado está de facto na água, com o acordo que nos querem impingir ficará: o cagado esta de fato na água. Que tal?

      • admin on 22 Março, 2012 at 12:58
        Author

      Não, por acaso, desculpe lá, isso não é de todo verdade. Presumo que essa “lenda” tenha sido posta a circular pelos próprios acordistas, com o fim de descredibilizar a nossa luta. As palavras “facto” e “cágado” não são alteradas pelo AO90. Mas há largos milhares de casos em que de facto se verificam ridículos inacreditáveis; é só escolher. Mas escolher casos reais, verificáveis e comprováveis, não perfeitas invenções.

    • Maria José Abranches on 22 Março, 2012 at 16:33

    @Constança,
    Peço a todos os que queiram exemplificar aquilo que este desgraçado AO90 faz à nossa língua: leiam o dito AO! Eu conheço-o desde que ele foi publicado no DR, em 1991! Não repitam acriticamente as patetices que alguns puseram a circular por aí!
    Já se disse um milhão de vezes que “facto” não sofrerá alterações, visto que aquele “c” em Portugal se pronuncia! E que cágado também não mudará, porque não se altera a acentuação das esdrúxulas!
    Mas o que muda é imenso e gravíssimo! E desfigura completamente a nossa língua! Dizia-me há dias um médico espanhol: “Como é possível destruir assim as raízes da própria língua?”
    Pois é! Só não vê quem não quer ver, por ignorância, estupidez ou cupidez!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.