Para o Governo português a ILC AO90 tem “conteúdos impróprios”?

GovPT_ILCporno

ACESSO NÃO AUTORIZADO

A página pretendida foi catalogada como contendo conteúdos impróprios (filtro automático).

Caso considere que a página em questão tem interesse pedagógico por favor solicite, através da direção da sua escola, o seu desbloqueio para a caixa de correio eletrónico: acessos@dge.mec.pt

A mensagem retratada apareceu através do endereço electrónico (URL) seguinte (ver nota):
http://83.240.205.129/public/stoppages/stop.htmopt?CAT=%5Bblogs-lg%7Cpornography– ac%5D&RULE=%5Bgeneral%5D&DATETIME=***0*/Mar/2013:**:2*:**%**&FILE=- &CODE=****************************************************************************************************************************&LANG=eng&URL= https://ilcao.com/%3Fp=10038

Esta página de “erro” surgiu quando alguém tentou aceder, a partir de computador em estabelecimento de ensino, à nossa página seguinte: «Ridículo, caros colegas. Ridículo.» [Rodrigo de Sá, mensagem]

Alerta recebido por email, de pessoa identificada.

Já tínhamos ficado a “saber” que para a governamental Wikipédia “lusófona” esta ILC é “proselitismo” e “spam”, logo, apagável, agora ficamos também a “saber” que para o Governo de Portugal por junto esta mesma ILC é… “pornografia”, logo, censurável.

[Nota: substituímos por asteriscos alguns componentes do endereço electrónico (URL) acima indicado, por questões de preservação da fonte de informação. A página de “erro” genérica (sem registos) pode ser vista no seguinte endereço: http://83.240.205.129/public/stoppages/stop.htmopt?CAT=%5Bblogs-lg%7C]

Print Friendly, PDF & Email
Share

Link permanente para este artigo: https://ilcao.com/2013/03/07/para-o-governo-portugues-a-ilc-ao90-tem-conteudos-improprios/

10 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Ana Mendes da Silva on 7 Março, 2013 at 15:15
    • Responder

    Na minha escola tenho acesso. O filtro não é, portanto, do governo.

    1. Bem, nosso é que não será com toda a certeza.

    • Ana Mendes da Silva on 7 Março, 2013 at 15:50
    • Responder

    Pois, então se não é vosso nem do Governo, se calhar é da própria escola, não?

    1. Pois, pode ser. Ora, a escola – seja ela qual for – é do Governo, logo…

    • Sofia Marques on 7 Março, 2013 at 17:01
    • Responder

    Na minha escola também está bloqueado (quando clico em “comentários” ou no link incorporado neste alerta), aparece a mesma mensagem. Achei muito estranho, porque nunca me aconteceu tal coisa neste site, nada mais é bloqueado…

  1. Denuncie-se. Censura. Pidescos. Fassistas. Salazarentos.
    Os jornais não dizem nada?! E a Assembleia recebeu gente da I.L.C.?! E aquele deputado Fazenda até diz que Vasco Graça Moura é o chefe daqui?!…
    Fassismo nunca mais!

    • Maria José Abranches on 8 Março, 2013 at 1:21
    • Responder

    Como diz o ditado, “se queres ver o pobre sobranceiro, dá-lhe a chave do palheiro”! Há gente na área da Educação para quem o AO90 é “a chave do palheiro”… E vá de recuperar intactos, sempre renovados, os tiques ancestrais: censura, suspeita, delação, caça às bruxas, etc. A Inquisição passou por aqui e o Estado Novo também!

    «um povo corrompido que atinge a liberdade
    tem a maior dificuldade em mantê-la».
    Maquiavel

  2. Bom, essa da wikipédia “lusófona” nem vale a pena bater no ceguinho. Um bando de palermas, é o que são. O que vale é que qualquer um (palerma ou não) pode editar. Até a Sophia de Mello Breyner, por algum motivo, tem o seu nome alterado na sua página da wikipédia.pt. O Sousa Tavares ainda não deve ter reparado.

    • Jorge Teixeira on 8 Março, 2013 at 18:58
    • Responder

    @SH: era bom que qualquer um pudesse alterar, de facto. Recomendo a experiência, é altamente instrutiva.

    @Maria José Abranches: tem toda a razão.

    • Ana Andrade on 9 Março, 2013 at 13:11
    • Responder

    Sobre o que é dito, também na minha escola não consegui aceder, Ana Mendes. E vão duas escolas. O critério não devia ser o mesmo?
    🙁

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.