Palestra em Zamora, 2 de Fevereiro 2012

Palestra no próximo dia 2 de Fevereiro, 5ª Feira, em Zamora, na Fundação Rei Afonso Henriques. A iniciativa partiu do Centro de Exames de Português desta Fundação.

A Fundação Luso-espanhola Rei D. Afonso Henriques é uma instituição privada com participação pública, criada por escritura pública em 7 de Fevereiro de 1994 e inscrita no Registo de Fundações de Espanha, por despacho n. º 26379 de 31 de Outubro desse ano e publicada na Gazeta em 29 de Novembro de 1994 e em Portugal, por Portaria n º 17/96 do Ministério da Administração Interna e publicado no Diário da República n. º 71/96 a 23 de Março.

A Fundação foi reconhecida em Portugal como Pessoa Colectiva de Utilidade Pública mediante despacho do Primeiro-Ministro publicado em Diário da República, IIª série nº 29 a 4 de Fevereiro de 1999. A 25 de Julho de 1995 a Fundação Rei Afonso Henriques teve a honra de ser reconhecida com o Alto Patrocínio do Presidente da República de Portugal.

Por Protocolo assinado em 2 de Março de 2009 com o Centro de Avaliação Português Língua Estrangeira (CAPLE), a Fundação Rei Afonso Henriques (FRAH) integra actualmente o Sistema de Avaliação e de Certificação em Língua Estrangeira, acolhendo o Centro de Exames de Português Língua Estrangeira que promove esta iniciativa.

Print Friendly, PDF & Email
Share

Link permanente para este artigo: https://ilcao.com/2012/01/28/palestra-em-zamora-2-de-fevereiro-2012/

1 comentário

    • Maria José Abranches on 31 Janeiro, 2012 at 16:01
    • Responder

    Enviei para o CEP este comentário:

    “Muito obrigada ao CEP, da Fundação Rei Afonso Henriques, pelo trabalho que desenvolve em prol da nossa língua e por promover este, tão necessário, esclarecimento sobre o Acordo Ortográfico de 1990.
    Só quem ama e respeita verdadeiramente a língua portuguesa, em toda a sua diversidade, pode entender a tremenda ameaça que este Acordo representa para a sua coesão e integridade, ao destruir gratuita e arbitrariamente a inteligibilidade e a racionalidade da ortografia do português europeu, amplamente consolidada desde 1945.
    João Pedro Graça, cuja luta abracei há muito, será um óptimo embaixador de todos nós, os portugueses que NÃO querem o Acordo Ortográfico!”

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.