Nuno Furet subscreveu a ILC

Nuno FuretNuno Furet, 48 anos, residente em Verride, concelho de Montemor-o-Velho, mas toda a minha vida se passa na Figueira da Foz. Bancário, mas apenas de profissão.

No século passado, fiz parte da organização do extinto Festival Internacional de Cinema da Figueira da Foz. Foi daí que surgiu o interesse pela realização, tendo feito vários filmes em vídeo amador e ganho alguns prémios de caminho. O último filme data de 2000, feito para o VídeOeiras, onde ganhou o prémio de comédia. Bons e saudosos tempos.

Desde 2002 que me dedico à organização de Passeios todo-o-terreno, com objectivos culturais. Não turísticos, culturais, dando a conhecer o património histórico, natural e humano que não consta das brochuras turísticas, passando, por isso, despercebido ao comum dos viajantes e que temos em abundância por este nosso Portugal (ver www.azimuttezero.pt).

Andando a correr o país na divulgação do nosso património, era mais que óbvio que só poderia tomar parte activa na defesa do maior de todos, a nossa língua. Assim, subscrevi e dei/dou a subscrever a ILC pela revogação do Acordo Ortográfico.

Subscreveu a Iniciativa Legislativa de Cidadãos pela revogação da entrada em vigor do Acordo Ortográfico de 1990.

Nota: esta publicação foi autorizada pelo subscritor, que nos enviou o perfil publicado.

Print Friendly, PDF & Email
Share

Link permanente para este artigo: https://ilcao.com/2011/04/09/nuno-furet-subscreveu-a-ilc/

4 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Manuela Carneiro on 9 Abril, 2011 at 14:17
    • Responder

    Verride, Montemor-o-Velho,Figueira da Foz, nomes que são puro encantamento.

  1. A região de Montemor-O-Velho é de uma beleza esmagadora. Nunca vi tantas aves diferentes no mesmo sítio; cegonhas e garças por todo o lado. Até um mocho passou a rasar a minha cabeça, a escassos centímetros, noite cerrada, estava eu na varanda da única hospedaria que ali existe; foi aquele o voo mais silencioso que me lembro de… não ouvir.

    • Manuela Carneiro on 10 Abril, 2011 at 20:59
    • Responder

    Que bonito. Eu não conheço.

    • Francisco Cruz on 23 Abril, 2011 at 23:05
    • Responder

    Uma vergonha o que fizeram à nossa língua…

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.