Será “iterícia” no “adómen” ou intolerância à “latose”?

itericia
«Quando este órgão adoece, todo o organismo é afetado e muitas enfermidades são instaladas, tais como iterícia, cálculos biliares, cirrose hepática (…)»

Mais Saúde.

Nota 1: o AO90 prevê de facto a “iterícia” (dupla grafia).
Nota 2: existem neste mesmo “site” outros dois artigos em que se menciona a “iterícia”.


latose
«Nos casos primitivos, também existe alguma tendência para haver intolerância à latose (em Portugal e Espanha, atinge-se um dos níveis mais altos da Europa) e para apresentar níveis de testosterona mais altos (e com efeito no físico das pessoas, daí inerente).
A intolerância à latose, também pode estar presente de forma recessiva e manifestar-se em outros membros da família. Mas a adaptação à latose, em princípio, não levou a alterações significativas na anatomia humana, pelo menos, não deverá ser sequer minimamente comparável aos efeitos causados pelo sedentarismo e pela perda de testosterona.
»

Meteo PT (fórum)


adomen
«As formas aladas, também virginíparas, têm cabeça, tórax e sifúnculos negros, com adómen de cor variável.»

http://pt.enc.tfode.com/Piolho-do-algod%C3%A3o

Print Friendly, PDF & Email
Share

Link permanente para este artigo: https://ilcao.com/2015/01/08/sera-itericia-no-adomen-ou-intolerancia-a-latose/

2 comentários

    • Luís Ferreira on 18 Janeiro, 2015 at 16:11
    • Responder

    Sei que este artigo deu origem a esta alteração. Aos poucos as pessoas vão tomando consciência.

    https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Piolho-do-algod%C3%A3o&diff=41113827&oldid=35247382

    1. É claro que, pelo menos em alguns casos, os acordistas irão (a correr) “corrigir” suas tremendas bacoradas. Os acordistas e não só. Têm “azar”, porém, uns e outros: todos os exemplos aqui citados são isso mesmo, isto é, meros exemplos do cAOs ortográfico já instalado; um dos critérios de selecção é precisamente haver uma certa profusão de cada um dos casos (outro critério é a recorrência de “caça à consoante «muda»” nos mesmos textos e/ou “sites”). Podem os ditos, assim, tentar minimizar ou descredibilizar este trabalho de exposição sistemática do (triste) estado em que eles mesmos mergulharam (afogaram) a ortografia do Português, mas não terão sorte alguma: o cAOs está de facto instalado, como se vê e comprova todos os dias à saciedade.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.