Da “corrução” ao “dado fatual”, passando pela “interrução”

corrutos

Em Portugal uns 80% dos Concursos públicos são corrutos, sugere uma Sondagem da União Europeia

Ontem O Economista Português revelou que 42% dos empresários portugueses queixavam-se da corrução nos concursos públicos, e outros processos de compra pelo Estado.

Alguns leitores pensaram que eram corrutas cerca de 42% das compras públicas.

[Extractos de “post” do “blog” O Economista Português. Divulgado no “mural” da ILC-AO no Facebook  em 28.12.14 às 17:21h.]


interrução

Atividades de Interrução Letiva

Nos períodos de férias escolares a Bomporto organiza um leque de atividades para as crianças e os jovens, com e sem perturbações de desenvolvimento, com idades compreendidas entre os 6 e os 18 anos. Oferece atividades físicas, visitas culturais, não descurando a diversão e as atividades de caráter lúdico mas também educativas.

[Conteúdo transcrito do “site” da CSS “Bom Porto”.]


dadofatual

Diretor do ‘Jornal de Negócios’ diz que fim da recessão “é dado fatual”

01 de outubro, 16:36

O diretor do ‘Jornal de Negócios’ esteve esta terça-feira na CMTV para comentar a descida no número de desempregados.

Pedro Santos Guerreiro comentou ainda as declarações do Presidente da República, que falou no fim da recessão, dizendo que se trata de “um dado fatual“. No entanto, ainda não se pode falar num novo ciclo de prosperidade.

[Conteúdo transcrito do “site” da CMTV.]

Print Friendly, PDF & Email
Share

Link permanente para este artigo: https://ilcao.com/2015/01/01/da-corrucao-ao-dado-fatual-passando-pela-interrucao/

3 comentários

  1. E existem mais exemplos deste tipo… a quantidade de idiotas invertebrados neste país é impressionante!

  2. Idiotas esses que transformaram o país num enorme manicómio. O AO é um monstro, um aborto vivo que se alimenta da estupidez dos políticos que o aprovaram. O resultado está à vista!

    • Alexandre Costa on 5 Janeiro, 2015 at 2:34
    • Responder

    Pela estupidez dos políticos que o aprovaram, mas também das hordas de acéfalos que medram no caos ortográfico propiciado pelo aborto, como o comprovam os tristes exemplos aqui divulgados…

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.