«O som pelas palavras» [Sérgio Godinho, revista “Up Magazine” (TAP)]

upmagazinetap

(…)

Acto de escrita, acto musical andam juntos na biografia de Sérgio Godinho, mas já experimentou separá-los e resultou em teatro, em poesia, em contos. Volta ao teste não para provar nada, diz, mas por esse tal impulso ficcional que esteve sempre por lá. Está a escrever contos e a experimentar o estado inicial da busca de uma voz. A voz do contista está em estado mais embrionário, mas já tem certezas. Escrever em desacordo com o Acordo Ortográfico. Parece-lhe óbvia a desobediência. “Li muitos livros com ortografia antiga, Eça, Camilo, etc. Portanto, sempre achei que a evolução de uma língua era normal. O acordo não me chocava, mas quando comecei a ver as confusões à volta não me fez sentido. E há problemas geopolíticos e geoculturais.”

Adaptar uma língua ao som parece primário, quando todos dizem de outras formas e são tantos no mundo. Escutem-se as letras de Chico Buarque e Caetano Veloso no português de outra geografia. O mais recente projecto de Sérgio Godinho, As Caríssimas 40 Canções, livro que começou por crónicas escritas no Expresso e passou a espectáculo, tem essas coisas. Canções dos outros, por ele. Como cantar “Sampa”, de Caetano Veloso sem sotaque do Brasil e não soar estranho? Ou “Geni e o Zepelim”, de Chico Buarque, ou “Conversa de Botequim” do Noel Rosa, que se passa num botequim. A resposta é cantar os outros usando o bom senso do cantar, da palavra dita, como na escrita. O ritmo, a harmonia. Há acordo ortográfico para isso?

(…)

[Transcrição parcial de entrevista concedida pelo cantor e compositor Sérgio Godinho à revista “Up Magazine“, da TAP Portugal (número de Julho de 2014).]

Nota: este artigo foi corrigido automaticamente, de acordês para Português, com a extensão “Desacordo ortográfico” do Chrome.

Print Friendly, PDF & Email
Share

Link permanente para este artigo: https://ilcao.com/2014/10/03/o-som-pelas-palavras-sergio-godinho-revista-up-magazine-tap/

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.