Olhe que não, Magnífico Reitor, olhe que não…

ualg_logo

1. Despacho RT065.2011, Reitoria da Universidade do Algarve

Nestes termos, e no sentido de promover a aplicação do Acordo Ortográfico na Universidade do Algarve, estabelece-se que:
(…)
2. A partir do ano letivo 2011-12, todos os trabalhos sujeitos a avaliação, incluindo relatórios, dissertações, teses e trabalhos e outros documentos elaborados especificamente para apresentação no âmbito de provas e concursos académicos deverão ser redigidos de acordo com as normas do Acordo;
(…)

logoCADA2

2. Parecer “CADA” (Comissão de Acesso aos Documentos Administrativos)

(…)
II – 2. As dissertações de mestrado e as teses de doutoramento são obras (originais), protegidas nos termos do CDADC (Código do Direito de Autor e dos Direitos Conexos – aprovado pelo Decreto-Lei nº 63/85, de 14 de Março, e alterado pela Lei nº 45/85, de 17 de Setembro, pela Lei nº 114/91, de 3 de Setembro, pelo Decreto-Lei nº 332/97, de 27 de Novembro, pelo Decreto-Lei nº 334/97, também de 27 de Novembro, pela Lei nº 50/2004, de 24 de Agosto, e pela Lei nº 24/2006, de 30 de Junho) – cfr. artigos 1º e seguintes do CDADC.
(…)

logo_IST

3. Código do Direito de Autor, IST (UTL)

ARTIGO 58º

Reprodução de obra “ne varietur”

Quando o autor tiver revisto toda a sua obra, ou parte dela, e efectuado ou autorizado a respectiva divulgação ou publicação ‘ne varietur’, não poderá a mesma ser reproduzida pelos seus sucessores ou por terceiros em qualquer das versões anteriores.

Print Friendly, PDF & Email
Share

Link permanente para este artigo: https://ilcao.com/2014/01/19/olhe-que-nao-magnifico-reitor-olhe-que-nao/

3 comentários

    • Luís Ferreira on 19 Janeiro, 2014 at 23:32
    • Responder

    Vou, hoje ou amanhã, enviar um e-mail à AAUALG – Associação Académica Universidade do Algarve – E-mail: geral@aaualg.pt – dando-lhe conta do despacho do Sr. Reitor, explicando-lhes a falsidade e dizendo-lhes que podem reagir e reagirão melhor se assinarem e promoverem a assinatura da ILC, a exemplo do que a AE do IST fez.

  1. Este reitor é um estupor… é mais um que daria um «excelente» comissário político em certos regimes do século passado. E isto quando estamos quase a celebrar 40 anos de «liberdade»! Em «abril»!

  2. Portanto… se bem percebo, o que a Reitoria da Universidade do Algarve pretende é que no futuro “todos os trabalhos sujeitos a avaliação, incluindo relatórios, dissertações, teses e trabalhos e outros documentos elaborados especificamente para apresentação no âmbito de provas e concursos académicos deverão ser redigidos de acordo com as normas” do Aborto. Aquele que impõe o Português de favela. Se pensarmos que o Algarve é a região do país onde se fala e escreve pior o Português, está tudo explicado.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.