Evento na FCSH-UNL em 20.03.13, algumas intervenções (vídeo)

cartazFCSH200313

Na passada quarta-feira, 20 de Março de 2013, teve lugar em Lisboa, no auditório 1 da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova, um evento público sobre o Acordo Ortográfico, já antes aqui noticiado, com a presença de diversos oradores e com lotação esgotada.

Este evento foi organizado pelas professoras Maria Filomena Molder (FCSH), Ana Isabel Buescu (FCSH) e Teresa Cadete (FLUL).

Nesta sequência de gravações temos as intervenções de João Bosco Mota Amaral (deputado), Miguel Sousa Tavares (escritor), Nuno Pacheco (director-adjunto do Público), José Pedro Serra (professor), Maria Alzira Seixo (ensaísta), Jorge Buescu (matemático) e Ana Mendes Silva (professora).

As gravações sucedem-se automaticamente, nesta “playlist”, pela ordem de oradores indicada.

Print Friendly, PDF & Email
Share

Link permanente para este artigo: https://ilcao.com/2013/03/23/evento-na-fcsh-unl-em-20-03-13-algumas-intervencoes-video/

5 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Elmiro Ferreira on 24 Março, 2013 at 8:29
    • Responder

    Excelente! Eu quero aplaudir, de pé, todos os participantes e organizadores deste evento, em defesa da Língua Portuguesa. Todos foram brilhantes e só não reconhece a indignidade que representa o “AO90” quem não quer ver. E são muitos os que assobiam para o ar, a começar pelos chamados órgãos de informação, ou ex-órgãos de informação… mais parecem, hoje em dia, órgãos de opinião.
    A Língua Portuguesa sobreviverá à insanidade, assim prevaleça a voz da razão. Razão que assiste a quem não se cala face ao esbulho à nossa identidade linguística, que é o que representa esse “acordo” desalmado.

  1. Agradeço-vos o vosso labor, pois com ele pude recuperar a oração do prof. José Pedro Serra que muito me agradou por tão bem recordar ser o idioma que falamos que anima o que somos.
    Isto sem desprimor pelos restantes convidados, muito pelo contrário.
    Obrigado!

    • Jorge F. on 24 Março, 2013 at 15:02
    • Responder

    A minha gratidão aos organizadores deste evento, e aos ilustres oradores.

    As suas intervenções deveriam ser difundidas nas televisões para chegarem aos ouvidos dos portugueses.

    Os defensores deste AO90 já sei que não se comovem, fizeram profissão de fé, e enfim, já não sei que diga… para a estupidez natural ainda não se inventou nenhum remédio…

    Mas há muita gente que é contra o AO90 e pela inércia ou pelo medo se vai acomodando. Esses podem e devem fazer a diferença.

    Farei a minha parte, continuando a recolher assinaturas e divulgando esta nobre causa.

  2. Tirando pensarem que aqui no Porto toda a gente diz “bámos”, foi bom. Continuem!

  3. Foi uma sessão extraordinária com intervenções magníficas. Já há muito tempo que eu não via o Auditório 1 da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa a abarrotar de gente, lotação esgotada com pessoas de pé nas coxias, aplaudindo vibrantemente os acutilantes testemunhos dos oradores.
    De tudo quanto se disse – e foi muito, e bom – contra o AO90, inevitavelmente se chega a uma conclusão incontornável: O ARGUMENTO MAIS DEVASTADOR CONTRA O AO90 É O PRÓPRIO AO90.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.