Vale sempre a pena protestar… (2)

1. O protesto

«From: Paulo J R Costa

To: Comissão de Trabalhadores

Sent: Thursday, June 14, 2012 5:08 PM

Subject: RE: Comunicado nº 7 da Comissão de Trabalhadores da TAP.

Exm.ª Comissão,

Li o vosso comunicado. De acordo quanto ao conteúdo.

Quanto à forma, bem…

[…]

Por conseguinte: ou bem que decididamente dais em redigir comunicados de acordo com o «Acordo», capitulando de vez e enredando-vos na má «redação» dum pseudoportuguês que ofende quem o lê e humilha quem o escreve, e aí eu calo-me; ou assumidamente o renegais (cumprindo afinal o D.L. 30.228 de 8/12/1945, nunca revogado) que vos dará com certeza aos comunicados o brilho duma redacção correcta. Assim, com tudo misturado como vindes fazendo, parece anedota de não levar a sério nem quem escreve nem o que vem escrito. Pior: sendo o ditame desta inqualificável forma de escrever uma decisão da TAP, pretensamente para o pessoal da TAP (extravagantemente veiculada, não por circular interna notai, mas através do boletim «Flash») a C.T. não está (nem os trabalhadores ao que julgo) subordinada a tal.

[…]

[“Post”: «Uma capitulação ao capital», publicado em 17.06.12.]

2. O resultado

Se o comunicado nº 7 da CT da TAP, de 8 de Junho, estava em “acordês”, pois bem, o comunicado nº 8 da mesma CT, com data de 02.08.12, já aparece de novo em Português-padrão.

"Click" para aumentar a imagem e ver documento completo

“Click” para aumentar a imagem e ver documento completo

Ver também o “post” anterior com o mesmo título (mas um assunto diferente): “Vale sempre a pena protestar… (1)

Print Friendly, PDF & Email
Share

Link permanente para este artigo: https://ilcao.com/2012/08/06/vale-sempre-a-pena-protestar-2/

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.