«Brazilian wax»* [Paulo Guinote, 27.03.14]

guinote_header

O Acordo Ortográfico Pelo Brasil

Posted by Paulo Guinote

O engraçado é por cá darem tudo por adquirido e decidido quando o país com mais falantes de Português ainda está a ver se…

Mudanças nas regras da Língua Portuguesa serão reavaliadas

(…)

«O Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa ganhou novo prazo para a implantação definitiva: foi ampliado até 2016, para que haja mais discussão em torno do tema. Professores e estudantes do Brasil, Portugal, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste, que têm o português como língua oficial, têm até julho para debater mudanças e fazer sugestões. As melhores propostas serão selecionadas em setembro, no Seminário Internacional Linguístico-Ortográfico da Língua Portuguesa, que será realizado em Brasília. Após os debates, os governos dos países de Língua Portuguesa terão aproximadamente um ano para determinar o que deve ser simplificado

O problema é que parece que mais do que a depilação actual, há quem queira mesmo uma completa brazilian wax ao nosso idioma escrito.

[Transcrição integral de “post“, da autoria de Paulo Guinote, publicado em 27.03.14 no “blog” A Educação do Meu Umbigo.]
[* O título deste “post”, retirado do texto de Paulo Guinote, é de facto intraduzível. Aceitam-se sugestões…][Imagem: cabeçalho do “blog” citado”.]

Notas da ILC AO
Este assunto já foi por diversas vezes referido aqui, no “site” da ILC. De facto, com a complacência e até a colaboração de meia dúzia de portugueses, meia dúzia de brasileiros estão já – porque provavelmente não acham que o AO90 seja devastação suficiente – a arquitectar um “novo acordo ortográfico” ainda mais imbecil e criminoso do que o parido em 1990.

Alguns textos, anteriormente aqui publicados, directamente relacionados com este “novo” AO revisto e (mil vezes) aumentado:

1. Não, Portugal não está interessado no “projeto”!
2. Ernani dis k preciza simplifiká u akordu ortugráfiku
3. Simplifique-mos as complica são?
4. Brasil “revê” e “simplifica” o AO que os outros países deverão “adotar”

Print Friendly, PDF & Email
Share

Link permanente para este artigo: https://ilcao.com/2014/03/28/brazilian-wax-paulo-guinote-27-03-14/

3 comentários

    • Elmiro Ferreira on 29 Março, 2014 at 14:39
    • Responder

    Os negociantes portugueses da aplicação do AO90 já há muito que hastearam a bandeira branca no lugar onde era habitual ver a Bandeira Nacional. Em matéria de Língua-mãe eles não representam mais os portugueses.

  1. Enferma e delirante, a Língua Portuguesa definha de dia para dia. Impotentes, os clínicos nacionais encolhem os ombros e entregam a paciente aos colegas brasileiros que, com satisfação, prometem resolver o caso em dois tempos. Como? Da maneira que melhor sabem: prescrevendo um valente enxerto de porrada, de modo a injectar-lhe ânimo, bem-estar e auto-estima. O resultado adivinha-se.

    • Maria José Abranches on 30 Março, 2014 at 12:45
    • Responder

    A única coisa “decente” que Portugal pode fazer, para já, é suspender de imediato a aplicação do AO90, em particular no Ensino e na Administração pública. O Estado não pode continuar a “abusar” do poder – de que “democraticamente” foi investido -, para destruir a nossa língua materna, caricaturando-a, justamente pelos meios de que dispõe para a “ensinar” a todos, a defender e a afirmar, a nível nacional e internacional! Tenho vergonha de ver, na União Europeia, a nossa língua maltratada e desfigurada! Somos um país de dimensão média, na U.E., mas gostamos de nos apresentar como os “pequeninos”, “periféricos”, sempre “agarrados” aos mais fortes, para parecermos “grandes”! Em vez de assumirmos a nossa língua, o português “europeu”, preferimos macaquear o português do Brasil, para parecermos maiores! Não há já pachorra para tanta saloiice! Quero ver quem, nesta campanha para o Parlamento Europeu, se lembra de quem somos e da língua materna que temos!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.