Brasil “revê” e “simplifica” o AO que os outros países deverão “adotar”


Published on Mar 6, 2014
«Começam neste mês as videoconferências do grupo técnico de trabalho da Comissão de Educação sobre o novo acordo ortográfico. O grupo vai reunir opiniões de especialistas em língua portuguesa brasileiros e estrangeiros.»
[Vídeo publicado por TV Senado (Brasil)]

Novo acordo ortográfico passará a valer em 2016

O prazo para a implantação definitiva do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, assinado em 1990 e promulgado em 2008, foi ampliado até 2016. Segundo a Agência Senado, as novas regras devem valer para Brasil, Portugal e mais seis países de língua portuguesa. A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) criou, no ano passado, o Grupo de Trabalho Técnico (GTT) para simplificar e aperfeiçoar a ortografia. A intenção é definir – em conjunto – um idioma claro e acessível a todos. O adiamento do uso obrigatório da nova ortografia e a reformulação das normas adotadas são reivindicações de especialistas da área. Para reduzir a quantidade de regras e exceções, o GTT reúne o Centro de Estudos Linguísticos da Língua Portuguesa (CELLP), a Academia de Letras de Brasília (ALB) e o site Simplificando a Ortografia

[“Bahia Notícias”, 06.03.14]

Print Friendly, PDF & Email
Share

Link permanente para este artigo: https://ilcao.com/2014/03/07/brasil-reve-e-simplifica-o-ao90-que-os-outros-paises-deverao-adotar/

2 comentários

  1. Tanto xulé no guardarroupa!

    A maioria das pessoas que conheço que escrevem segundo o dito cujo (ou talvez mesmo todas elas), pelas razões mais variadas, nem sequer sabem as novas regras dos hífens e que “pára” e “pêlo” perdem o acento. “É só tirar cês e pês”. Depois contatam-se uns aos outros, de fato!

    • Manuel Silva on 15 Março, 2014 at 0:20
    • Responder

    Acho que, infelizmente, ninguém sabe as regras do acordo de 1945. Se virem minissaia, semiárido, interuniversitário, antiaborto, etc. acham que é a nova ortografia, e no entanto, é a velha.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.