F.C.S.H., 20 de Março 2013 às 18 horas

cartazFCSH200313

4.ª Feira, 20 Março, 18H00 | FCSH, Auditório 1, piso 1 | Av. Berna, 26-C

Forum
Pára ou Para

Onde pára e para onde vai a Língua Portuguesa?

(oradores)
Abel Barros Baptista | Ana Silva | António Guerreiro
Hermínia Castro | João Bosco Mota Amaral | Jorge Buescu
José Luís Porfírio | José Pedro Serra
Miguel Sousa Tavares | Nuno Pacheco | Pedro Afonso

(organização)
Ana Isabel Buescu (FCSH, UNL) | Maria Filomena Molder (FCSH, UNL) | Teresa Cadete (FL, UL)

No painel de oradores deste evento a ILC AO90 estará representada por Hermínia Castro.

Graça Maciel Costa criou no Facebook uma página sobre este evento.

[Cartaz recebido por email.]

Print Friendly, PDF & Email
Share

Link permanente para este artigo: https://ilcao.com/2013/03/14/fcsh-20-de-marco-2013/

16 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Uma magnífica grinalda de vozes de peso. Esperemos que a nossa governança, ao menos por uma vez, tenha ouvidos capazes de ouvir, mentalidade para entender e dedos rápidos para redigir o diploma legal que há-de revogar o AO90.

    • Maria Oliveira on 14 Março, 2013 at 17:44
    • Responder

    Bravi, bravissimi!

    Muito bem! Isto entra nesse parâmetro hoje em dia tão referido e urgente: Acorda, Portugal!

  2. Boa! Espero que gravem!

    • Hugo X. Paiva on 14 Março, 2013 at 21:59
    • Responder

    Gravacao ou texto!

    1. Caro @Bic Laranja, não faço a mais pequena ideia. Nós somos meros convidados naquele evento, como quaisquer outros.

  3. A minha semana começou com a intragável, mas alucinante frase “No próximo dia 13 às 10:00 a escola para 15 minutos para ler”. E já hoje me disseram: Tu tens um problema grave com o Acordo Ortográfico.
    Eu respondi: Eu não. Vocês que o usam é que têm. Aliás, todos nós temos.
    Fiquei sem resposta.

  4. Sim, mas um comentário desviando-nos para a igreja à hora do terço?!…

    • Jorge Teixeira on 15 Março, 2013 at 16:18
    • Responder

    @Rodrigo de Sá Quem escreve uma frase tal é que tem graves problemas!

    • Gonçalo Pinto on 16 Março, 2013 at 19:59
    • Responder

    Interpretem-me a frase “Medicamento para a libido” à luz do acordo ortográfico…

    pois, também não sei o que quer dizer… estou farto dos “fatores”, “diretos”…

  5. É… mas ninguém para esta merda.
    Num país civilizado nem sequer seria necessário esta iniciativa.
    Quem é a favor disto, não consegue explicar porquê. É militante e pronto.

    Caros modernistas e cientologistas: vocês andam completamente ultrapassados. O que está a dar é Harlem Shake.
    O vosso sonho do ‘tugal moderRno deu no que deu.
    Acordem para (sem acênto) a realidade.
    -Stop the machine!
    -Para a máquina!
    Este acordo está cheio de armadilhas anti-liberdade de pensamento.

    Estão a destruir 1000 anos de História d’um povo em 20 anos.
    Língua inclusive.
    Voltar atrás ou ribanceira.

  6. Onde pára não sei, mas para onde vai sei, todos nós sabemos! O óbito da Língua Portuguesa está assinado, o funeral segue nos próximos anos.

  7. Fui a este evento e gostei imenso do que ouvi. De facto este acordo não tem ponta por onde se lhe pegue. Quanto mais tempo estiver a ser impingido ao povo português mais sofre a nossa língua. Neste momento a Língua Portuguesa está em agonia de morte e precisa urgentemente de ser reposta.
    Foi com satisfação que vi a sala completamente cheia tanto que muitas pessoas não puderam assistir por falta de espaço na sala.
    Gostaria de fazer um comentário de sugestão.
    Este tipo de evento é excelente para fazer publicidade à ILC que esteve representada. No entanto, acho que este facto não foi totalmente aproveitado para recolher assinaturas. Penso que se pedissem que a intervenção da parte da ILC fosse das primeiras a falar, inteiravam a audiência sobre a importância da ILC e da respectiva recolha de assinaturas. Durante o evento podiam mais facilmente recolher assinaturas. Também seria bom que à entrada da sala estivesse alguém da ILC a convidar as pessoas a assinar (eventualmente no momento). Já foi bom estarem lá muitos papéis, que se esgotaram, mas o resultado podia ter sido mais proveitoso.

    1. @Maria: Obrigada pela sugestão e pelo incentivo. De facto, ficámos agradavelmente surpreendidos com a velocidade com que se esgotaram os folhetos e com a quantidade de pessoas que no final nos vieram entregar impressos preenchidos no momento.

    • Hugo X. Paiva on 21 Março, 2013 at 17:41
    • Responder

    Bravo! vai-se poder ler algumas alguma coisa do que la foi dito?

    1. Estamos a preparar alguns “clips” em vídeo.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.