«sou espanhola, estudante de Português e ex-cliente…» [Rocío Ramos]

Boa tarde,

Chamo-me Rocío Ramos, sou espanhola, estudante de Português e cliente da Wook desde Setembro de 2009.

Há uns dias coloquei-vos uma questão através do vosso site mas ainda não recebi resposta, é por isso que repito a minha dúvida: como posso saber se os livros que tenciono comprar estão impressos ou não conforme às regras do Acordo Ortográfico-90?

Nos “detalhes do produto” que aparecem no site, fala-se de número de páginas, ano de edição, classificação temática e até tamanho dos livros mas nada que indique se vou receber os livros escritos em correcto Português ou não.

Tenciono continuar a comprar livros à Wook porque nem sempre me posso deslocar a Portugal para os comprar ali mas preciso da informação solicitada porque recuso total e absolutamente comprar um único exemplar que seja escrito ou impresso ao abrigo das normas do AO90 uma vez que preciso continuar a ler em Português correcto para continuar a minha aprendizagem da vossa bela Língua.

Fico à espera da vossa resposta, que agradeço antecipadamente.

Rocío Ramos
Zamora (Espanha)

[Carta já anteriormente publicada aqui.]

From: contacto@wook.pt
Date: 2011/9/13
Subject: Re: 11 – Assistente automático!
To: rocio******@gmail.com

—-ATENÇÃO———-
Não faça reply a esta mensagem. Em caso de dúvida ou para qualquer contacto adicional, dirija-se à nossa Área de Ajuda: http://www.wook.pt/help
———————-

Cara cliente,

Acusamos a recepção da sua mensagem que desde já mereceu a nossa melhor atenção.

Agradecemos o seu contacto e solicitamos-lhe que nos indique os livros em questão, de modo a fornecermos-lhe uma resposta adequada.

Aguardamos o seu contacto e agiremos em conformidade.

Salientamos, contudo, que existe um período de transição, período esse em que as duas ortografias (a anterior a este Acordo e a nova ortografia) coexistem. Uma resolução do parlamento português, de 29 de julho de 2008, prevê um prazo de seis anos para a transição definitiva para a nova ortografia. Este período, iniciado a 13 de maio de 2009, com a entrada em vigor do novo Acordo Ortográfico, terminará em 2015.

Sugerimos-lhe a consulta da página da Porto Editora sobre o Acordo Ortográfico: www.portoeditora.pt/acordo-ortografico/conversor-texto.

Agradecemos desde já a sua preferência, apresentamos os nossos melhores cumprimentos.
Atentamente,
A Equipa WOOK

—-AJUDA—-
Área de Ajuda: http://www.wook.pt/help
————————-
http://www.wook.pt
WOOK
Centro Logístico Porto Editora
Via Dr. Vasco Teixeira, 370
4470-498 MAIA

Bom dia,
Após a vossa resposta ao respeito da maneira em que posso saber se os livros que tencionara comprar estão ou não impressos conforme às regras do AO90, venho a manifestar o seguinte:

1/ Não me parece aceitável ter de perguntar se os livros a encomendar estão escritos em bom Português ou não cada vez que tencione comprar algum até porque, como podem conferir, costumava comprar bastantes. E digo bem, costumava.

2/ Vim há pouco tempo a saber que o Grupo Porto Editora é um grande defensor do citado AO90. As empresas têm todo o direito a defender os seus interesses económico-comerciais como bem entender mas o cliente tem, temos, o direito a comprar ou, no seu caso, boicotar, as firmas que considerarmos lesivas ao património cultural de um país.

É por isso que deixo no dia de hoje de ser vossa cliente e passarei a comprar livros bem nas minhas periódicas deslocações a Portugal ou em outra firma que não me faça sentir que estou a trair os meus princípios.

Atentamente,
Rocío Ramos
Zamora (Espanha)

Caro(a) Cliente,

Acusamos a receção da sua mensagem que mereceu a nossa melhor atenção.

No seguimento do seu contacto e face à situação que expõe, antes de mais permita-nos demonstrar o nosso irrefutável respeito pela opinião demostrada, sendo que esperamos sinceramente poder continuar a contar com a sua preferência na aquisição de artigos, sejam em português ou noutro idioma.

Relativamente ao que reporta, de facto neste momento temos indicação que a adoção do Acordo Ortográfico é já uma evidência a partir do ano de 2015, não obstante por agora coexistirem as duas grafias.

Todavia, assumindo o seu papel de entidade distribuidora de conteúdos que frequentemente não são por nós produzidos, a WOOK está abrangida, bem como outras entidades semelhantes, pela contingência da aceitação desta nova forma de expressão.

Reiteramos a nossa compreensão pela opinião exposta, contudo a adoção do Acordo Ortográfico não é passível de ser desconsiderada ou alvo de interferência da nossa parte, na medida em que somos também distribuidores de produtos de outras empresas, organismos esses dotados de inteira legitimidade para as suas escolhas neste âmbito.

Salientamos, igualmente, que a breve trecho esta será uma realidade para a generalidade, senão a totalidade, das livrarias em Portugal.

Apresentando os nossos melhores cumprimentos, agradecemos a preferência e renovamos a nossa disponibilidade absoluta para qualquer esclarecimento ou questão adicional.

Atentamente,
A Equipa WOOK

Print Friendly, PDF & Email
Share

Link permanente para este artigo: https://ilcao.com/2011/09/17/sou-espanhola-estudante-de-portugues-e-ex-cliente-rocio-ramos/

7 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Na primeira resposta da Wook. «Acusamos a recepção da sua mensagem…»
    Na segunda resposta da Wook: «Acusamos a receção da sua mensagem…»

    Ou seja, a Wook adopta o AO90 e de imediato entra em receção. Confere.

    • Eduardo Guerra on 17 Setembro, 2011 at 22:00
    • Responder

    Minha cara Rocío Ramos
    Como o seu apreço pelo meu idioma, me deixa ainda mais entristecido … como é bom ver apreciada a minha língua pátria pelos outros, que não só os indígenas!!; mas como fica mais evidente o estrago devastador que fizeram ao meu ‘português’; afinal, alvo indefeso da ganância comercial e da mais endémica das ignorâncias.
    O meu bem-haja, e que esse seu gosto pelo idioma português não se afunde numa desilusão.
    Eduardo Guerra

  2. Confere muito mais a afronta velada, porque se à uma se estribam no período de transição aliciando a cliente (na gosma de escoamento das existências em armazém, estou certo), ao depois de despedidos lhe rosnam mansamente em acordês sobre que a coisa está para ficar, bufando nas entrelinhas «veja lá bem que ainda cá volta».
    Atrevo-me a sugerir à prezada sr.ª Rocío que passe a tratar de livros directamente com algum alfarrabista que será melhor atendida e talvez consiga melhor negócio. Por mim, estou no que lhe puder valer para lhe achar em Lisboa obra que lhe interesse, disponha.
    O prezado J.P.G. pode facultar-lhe por favor o meu contacto, se lhe não fizer diferença?
    Cumpts.

    1. Pois com certeza, isso é já.

      Com muita pena por esse ser o recurso, porém. Muito mais apetecível seria, escusado será dizê-lo, ver esta corja de imbecis e vendidos a ter de engolir a sua “política comercial” acordista a toque de caixa, isto é, marchando ordeira e respeitosamente de novo, com o devido respeito pela ordem ortográfica estabelecida. Ou, no caso, restabelecida. Lá chegaremos, espero.

  3. Hão-de tornar. Se farejarem dinheiro nisso, hão-de tornar. Não vê vossemecê, este é mais um nicho de mercado. Com inúmeras janelas de oportunidade.
    Cumpts.

    • Rocío Ramos on 18 Setembro, 2011 at 18:56
    • Responder

    Caro Eduardo Guerra, não vão ser estes gananciosos destruidores da Língua Portuguesa que me vão fazer deixar de gostar dela. Antes pelo contrário: quanto mais eles a atacam mais vontade tenho eu de a defender.

    Caro Bic Laranja, obrigada por se oferecer para me ajudar na busca de livros. Se for necessário, abusarei da sua amabilidade 🙂
    Para já tenho o amigo JPG e mais alguns a me fornecer de boas leituras escritas em correcto Português.
    Se o Acordo triunfar (e espero bem que não e luto na medida das minhas forças para que tal não aconteça) continuarei a comprar livros escritos correctamente e, se viver o tempo suficiente para estes esgotar nas livrarias, fareii questão de criar uma rede de empréstimo de livros com pessoas possuidoras deles 🙂

    Já li (e desfrutei) de autores (Chico Buarque, João Paulo Cuenca…) que escrevem em Português do Brasil. É a Língua deles e fazem muito bem em a utilizar. Não penso é ler em “acordês”

    Estou disposta a seguir nesta luta mas, de Espanha, pouco posso fazer. Vocês é que podem realizar um trabalho didáctico no seu quotidiano. Conferi que quando as pessoas são informadas do assunto sem manipulações interessadas, compreendem que a razão esta do nosso lado.

    Abraços!

    • Alves Pereira on 19 Setembro, 2011 at 12:18
    • Responder

    Caro Rocío
    faço minhas as palavras do Nosso comum Amigo BIc:
    o que precisar do Porto, é só dizer, bastando para tal, caso esteja interessada, pedir o meu endereço electrónico ao Bic, p.ex.
    Com amizade,
    A. Pereira

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.