Certidão de óbito em vivo

Sexta-feira, 30 de Janeiro de 2009
Lusofonia: Acordo Ortográfico entrará em vigor a 1 de Janeiro de 2010 em Portugal

O ministro da Cultura, quer que o Acordo Ortográfico, “o mais tardar em 1 de Janeiro de 2010”, seja aplicado “a nível oficial e em todos os meios de comunicação social”. Em entrevista à Lusa, Pinto Ribeiro reafirmou a importância do Acordo Ortográfico para a estratégia que o seu ministério pretende implementar. Reconhecendo a importância da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), o ministro quer “assegurar que, concertadamente com os outros países, se avance no processo de ratificação do último adicional do Acordo Ortográfico, para conseguirmos ter uma escrita unitária do português”. Ainda segundo o ministro, “há muitos sítios onde as autoridades se recusam a ensinar português porque não sabem se o hão-de fazer na versão escrita brasileira ou europeia. Ora, “tudo isso fica resolvido através do acordo ortográfico”, acredita. Assim, uma arma fundamental é a produção de um corrector de texto, aplicável a várias plataformas informáticas, que integra as novas regras da escrita em Português e que, segundo Pinto Ribeiro, deverá estar disponível até ao final deste mês. O ministro pretende ver o português como “língua de trabalho em todas as organizações internacionais”. Neste sentido, “estamos, com o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE), a reformular o Instituto Camões para que seja desenvolvido este trabalho de expansão da língua” e que passará pela digitalização de conteúdos. “Com o apoio da Comissão Europeia, estamos a trabalhar nesse sentido, como também estamos a traduzir autores portugueses para outras línguas”, refere. Quanto aos críticos do Acordo Ortográfico, o ministro entende que “todas as pessoas são livres de escrever como quiserem”. Mas pretende que “integrem a nova forma” e, por ele, “quanto mais cedo melhor”. Não deixa, no entanto, de deixar uma palavra aos que “trabalham com a língua quotidianamente – os grandes escritores, os poetas”.
Estes poderão escrever português como entenderem. Apesar do acordo ortográfico ter criado divisões entre artistas e escritores Portugueses, o Movimento Pensar Real ~ Pensar Portugal, congratula-se que o Ministério da Cultura, se empenhe na urgente reunião de esforços com a Comissão Europeia: na tradução de Obras de autores Portugueses em outras línguas.

http://ww1.rtp.pt/noticias/?article=385225&visual=26&tema=5
Publicada por Ricardo D’Abranches em 7:36

http://real-abranches.blogspot.com/2009/01/lusofonia-acordo-ortografico-entrara-em.html

Recebido por e-mail.

Print Friendly, PDF & Email
Share

Link permanente para este artigo: https://ilcao.com/2009/01/30/certidao-de-obito-em-vivo/

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.