«Este texto foi escrito ao abrigo da língua portuguesa» [MST, Expresso]

«Este texto foi escrito ao abrigo da língua portuguesa, onde sempre encontrei abrigo contra os Malacas Casteleiros dos Acordos Ortográficos. […] Chega-se a um ponto em que viver é resistir.»
Miguel Sousa Tavares

[Recorte da edição do semanário Expresso de 14 de Janeiro de 2012 em artigo da autoria de Miguel Sousa Tavares. (link disponível apenas para assinantes.)]

Print Friendly, PDF & Email
Share

Link permanente para este artigo: https://ilcao.com/2012/01/16/este-texto-foi-escrito-ao-abrigo-da-lingua-portuguesa-mst-expresso/

7 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • A. Meireles Graça on 6 Fevereiro, 2012 at 20:01
    • Responder

    Alguém me diz onde e como poderei conhecer a obra literária e/ou cientifica deste senhor Malaca Casteleiro, celebrado padrinho do AO90? Muito obrigado!

    • Luís Ferreira on 6 Fevereiro, 2012 at 22:13
    • Responder

    Não quero ser aborrecido, mas há teses de licenciatura?

    1. eheheheheheheheh

    • Luís Ferreira on 6 Fevereiro, 2012 at 22:28
    • Responder

    Ele “doutorou-se em 1979” e “É, desde 1981, professor catedrático na mesma faculdade”?
    (http://pt.wikipedia.org)

    É bom, o tipo, hem!

    • Zahiruddinbabur on 15 Fevereiro, 2013 at 19:12
    • Responder

    Sou só eu que ganha instintos terroristas quando as publicações desdenham dos autores dizendo que escrevem na “antiga” ortografia?

    1. @Zahiruddinbabur: Isso vem logo no primeiro capítulo do Manual do Acordista 😉 Tem a subtileza de um elefante numa loja de cristais.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.